Por que fazer o exame de colonoscopia, se não estou sentindo nada?

O exame de colonoscopia é um dos principais métodos de diagnóstico e prevenção ao câncer colorretal e outras doenças gastrointestinais. Ele permite a visualização do interior do intestino grosso (cólon) e do reto, através de um tubo flexível com uma câmera na ponta. 

Muitos pacientes costumam ter receio de realizar o exame, sobretudo aqueles que não apresentam sintomas. No entanto, todas as pessoas a partir dos 45 anos de idade não só podem, como devem realizá-lo, independentemente da existência de sintomas. 

Sendo assim, para desmistificar esse pensamento, preparamos um artigo completo com as principais dúvidas e devidas respostas sobre o exame de colonoscopia. Acompanhe e fique por dentro dos benefícios dessa avaliação: 

 

Câncer de intestino: um inimigo silencioso

O câncer colorretal é um dos tipos de câncer mais comuns no Brasil, tendo em vista que mantém uma grande incidência em ambos os sexos, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). O grande desafio é que, nas fases iniciais, a doença geralmente não apresenta sintomas, dificultando o diagnóstico precoce.

É exatamente por isso que a colonoscopia é recomendada, posto que mesmo na ausência de sintomas, ele tem capacidade de detectar células anormais ou cancerosas. Além disso, durante o exame, é possível remover pólipos pré-cancerosos, evitando que se transformem em câncer.

A colonoscopia dói?

Uma das razões pelas quais muitas pessoas relutam em fazer o exame de colonoscopia é o medo do desconforto associado ao procedimento. No entanto, o exame é realizado sob sedação, feita por um anestesista. Isso quer dizer que o paciente fica inconsciente e não sente nada durante o procedimento.

Vale destacar, porém, que após o exame, é possível que o paciente sinta uma leve cólica, devido ao ar que é injetado para inflar o intestino e melhorar a visibilidade. Em geral, essa cólica é passageira e não requer tratamento.

Na Gastrolife, você conta com um suporte de uma equipe altamente treinada e comprometida em garantir que sua experiência seja a melhor possível.

Quando devo fazer o exame de colonoscopia?

Como foi dito anteriormente, recomenda-se que a primeira colonoscopia seja feita a partir dos 45 anos de idade para pacientes sem fatores de risco conhecidos. Porém, ainda que o exame de colonoscopia não demonstre nenhuma anormalidade, o paciente deverá repeti-lo novamente em período determinado pelo especialista. 

Vale lembrar, no entanto, que caso você tenha fatores de risco, seu médico pode recomendar a realização do exame anteriormente, com um cronograma diferente e com maior frequência.

Vai fazer o exame de colonoscopia? Conte com o suporte da equipe Gastrolife!

Por fim, este artigo tem como objetivo esclarecer a importância do exame de colonoscopia a partir dos 45 anos de idade, mesmo diante da ausência de sintomas. Lembre-se que este é um método seguro, eficaz, ideal para a prevenção e diagnóstico de doenças do intestino, como o câncer colorretal – e pode salvar vidas. 

Na Clínica Gastrolife, temos uma equipe de profissionais especializados para realizar sua colonoscopia. Estamos localizados na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ), com todo o suporte de uma estrutura completa e equipamentos tecnológicos para atendê-lo. 

Acesse nosso site para saber mais sobre o exame e faça seu agendamento!

 

Gostou? Compartilhe com os amigos!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Agende aqui sua consulta

ou exame!

Este formulário é um pré-agendamento e em breve nossa equipe entrará em contato com você!

Prefere agendar por Whatsapp?
Agendar Consulta
Agendar Exame

Dra. Bruna Puente

Gastroenterologia & Endoscopia

CRM 52.0102944-4

Médica graduada pela Faculdade de Medicina Souza Marques, possui residência médica em Clínica Médica pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e residência em Gastroenterologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Atua no diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças do aparelho gastrointestinal (refluxo, gastrites, úlceras, doenças inflamatórias intestinais, síndrome do intestino irritável) e doenças do fígado (esteatose, hepatites, cirrose hepática) entre outras. 

Na Gastrolife atende consultas em Gastroenterologia e Hepatopatologia. Além disso realiza endoscopia digestiva.

Apaixonada pelo hepatologia,  integra também a equipe de transplante hepático em Hospitais privados

Gostou? Vem conhecer!☺