Você tem receio do tratamento da hepatite B?

Não sabe como funciona o tratamento de hepatite B? Confira todas as informações necessárias sobre esse assunto neste artigo!

A Hepatite B é um dos cinco tipos de hepatite existentes no Brasil e causada por vírus. Em 2018, foi responsável por 13.922 (32,8%) dos casos de hepatites registrados no Brasil. 

Por isso a importância de falarmos sobre esse tema. A hepatite B tem tratamento e pode ser prevenida.

“Não precisa ter receio do tratamento de hepatite B. Ele é muito bem tolerado, fácil e com ótimo resultado.”, comenta a gastroenterologista Fabiana Basílio da Clínica Gastrolife.

Quer saber mais sobre o tema com o intuito de cuidar melhor de sua saúde? Continue com a leitura do artigo.

A doença de hepatite B afeta qual órgão?

A hepatite B é ocasionada pelo vírus HBV, ou vírus da hepatite B, que provoca alterações no fígado e assim, leva ao surgimento de sintomas como febre, enjoos, vômitos e olhos e pele amarelados.

Entretanto, caso a doença não seja identificada e tratada, pode evoluir para a fase crônica, que pode ser assintomática ou ser definida por grave comprometimento do fígado, evoluindo para cirrose com alteração na sua função.

A hepatite B, tem alguns marcadores que conseguem sinalizar melhor para nós qual o momento da doença:

  • Se o paciente só teve o contato prévio e já curou;
  • Se possui os marcadores da vacinação e está protegido;
  • Se é um portador crônico do vírus inativo;
  • Se apresenta como portador crônico do vírus ativado;
  • Ou é um portador agudo (somando a outras alterações laboratoriais / a comparação de exames prévios / história clínica). 

A hepatite B é uma doença complexa e um pouco dinâmica, dependendo de cada caso. Por isso, a maioria dos pacientes precisam ser acompanhados com certa frequência. 

Como funciona o tratamento da hepatite B?

O tratamento depende da fase que o paciente se encontra. 

Por exemplo, se for a fase ativa e replicativa, podemos precisar de um fármaco de aplicação subcutâneo semanal (alfapeginterferona). 

Em contrapartida, podemos optar pelo tenofovir ou entecavir a depender do quadro do paciente, ambos via oral, com pouquíssimos efeitos colaterais e super bem toleramos pelos pacientes. 

Aliás, fármacos que nosso governo fornecem aos pacientes, sem custo algum.

Decerto o início do tratamento considera diversas questões: momento da doença, idade do paciente, histórico familiar, resultado da carga viral, resultado da elastografia hepática, alteração da enzima hepática, presença de cirrose, dentre outros. Seja como for, fique tranquilo que isso será avaliado pelo seu médico. 

Em suma, a ideia do artigo é desmistificar o tratamento, da Hepatite B, que hoje em dia, é bem tolerado, com poucos efeitos colaterais e sem custos ao paciente. 

Onde conseguir atendimento especializado e de confiança?

Se você precisar de nutricionistas e gastroenterologistas especializados, vem para a Gastrolife! Estamos prontos para atendê-lo. Afinal, nossa missão é auxiliar na promoção de saúde e qualidade de vida, visando sempre um atendimento humanizado. 

Agende já sua consulta! Temos atendentes disponíveis para realizar sua marcação. Basta entrar em contato pelo telefone: (21) 3547-5563 ou (21) 98157-2871 (WhatsApp). Também é possível agendar através do nosso site: https://gastrolife.net/ 

———-
Conteúdo em parceria com a nossa Gastroenterologista Fabiana Basílio
CRM 52.0107968-9
RQE 38940

Gostou? Compartilhe com os amigos!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Agende aqui sua consulta

ou exame!

Este formulário é um pré-agendamento e em breve nossa equipe entrará em contato com você!

Prefere agendar por Whatsapp?
Agendar Consulta
Agendar Exame

Dra. Bruna Puente

Gastroenterologia & Endoscopia

CRM 52.0102944-4

Médica graduada pela Faculdade de Medicina Souza Marques, possui residência médica em Clínica Médica pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e residência em Gastroenterologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Atua no diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças do aparelho gastrointestinal (refluxo, gastrites, úlceras, doenças inflamatórias intestinais, síndrome do intestino irritável) e doenças do fígado (esteatose, hepatites, cirrose hepática) entre outras. 

Na Gastrolife atende consultas em Gastroenterologia e Hepatopatologia. Além disso realiza endoscopia digestiva.

Apaixonada pelo hepatologia,  integra também a equipe de transplante hepático em Hospitais privados

Gostou? Vem conhecer!☺