Os 3 maiores medos de quem vai fazer endoscopia: Desvende todos eles!

Nós sabemos que a grande maioria das pessoas têm medo da endoscopia, mas atualmente,  não há motivo para ter medo. O procedimento é extremamente seguro, apesar invasivo, a endoscopia é realizada com muitos cuidados e usualmente não ocasiona nenhuma dor ou desconforto para o paciente.

Além disso, ela é essencial para diagnosticar doenças importantes que podem se agravar sem o devido tratamento.

Nesse texto iremos te explicar como é feito esse exame e desvendar todos os 3 principais medos que envolvem a endoscopia. Será que são mitos ou verdades? Continue a leitura e descubra.

Como é realizado o exame?

A endoscopia é realizada através de um tubo flexível (conhecido por endoscópio) que possui um chip responsável por captar as imagens do sistema digestivo através de uma câmera.

O endoscópio é inserido por via oral e passa pelo esôfago e estômago, até chegar ao duodeno. São captadas imagens, transmitidas em tempo real por uma máquina.

Muitas lesões podem ser tratadas ou removidas na hora, sem ser necessário algum procedimento cirúrgico futuro.

Precisa de anestesia? 

Mito! O exame é feito sob sedação leve e não anestesia. As medicações utilizadas são seguras em baixas doses e, antes do exame, o médico avaliará se há alguma contraindicação para o uso dos sedativos.

O objetivo é que o paciente fique confortável, dormindo levemente durante o exame, e que acorde bem logo após o mesmo.

Assim, é importante relatar que a maioria das pessoas não sentem absolutamente nada e muitas vezes nem lembram do exame sendo executado.

Vai doer? Vou conseguir respirar com o tubo na minha garganta?   

Mito! O exame é rápido (cerca de 15 minutos), não dói e não atrapalha a respiração. O que incomodaria no exame seria o reflexo do vômito, mas com a sedação, esse reflexo não deve acontecer.

Se tiver biópsia, vai arrancar pedaço? Vai ficar sangrando? 

Mito! As biópsias são feitas em quase todos os exames de endoscopia, pois acrescentam informações importantes, mas são retirados fragmentos muito pequenos e superficiais, que não doem ou sangram (sangramento maior que o habitual raramente ocorre quando há uso de medicamentos que afinam o sangue, como anticoagulantes ou AAS, mas geralmente são auto limitados e sem repercussão).

 

Agora que já descobriu os mistérios que disseminam sobre a endoscopia, não se preocupe, caso precise realizar o seu procedimento, escolha a Gastrolife e vá sem medo!

 

Ficou alguma dúvida ou deseja um agendamento? Entre em contato conosco através dos nossos telefones: (21) 3547-5563 ou (21) 98157-2871 (WhatsApp)

Gostou? Compartilhe com os amigos!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Agende aqui sua consulta

ou exame!

Este formulário é um pré-agendamento e em breve nossa equipe entrará em contato com você!

Prefere agendar por Whatsapp?
Agendar Consulta
Agendar Exame

Dra. Bruna Puente

Gastroenterologia & Endoscopia

CRM 52.0102944-4

Médica graduada pela Faculdade de Medicina Souza Marques, possui residência médica em Clínica Médica pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e residência em Gastroenterologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Atua no diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças do aparelho gastrointestinal (refluxo, gastrites, úlceras, doenças inflamatórias intestinais, síndrome do intestino irritável) e doenças do fígado (esteatose, hepatites, cirrose hepática) entre outras. 

Na Gastrolife atende consultas em Gastroenterologia e Hepatopatologia. Além disso realiza endoscopia digestiva.

Apaixonada pelo hepatologia,  integra também a equipe de transplante hepático em Hospitais privados

Gostou? Vem conhecer!☺