Benefícios do chocolate amargo para o intestino

chocolate-amargo

Estudos comprovam que o chocolate amargo, desde que seja consumido em moderação, pode trazer diversas vantagens ao nosso organismo, como para o intestino, cérebro e o coração.

Sabe-se que o intestino e outros órgãos são beneficiados pela ação de cinco de substâncias presentes no chocolate. São elas:

Substâncias presentes no chocolate

  • Lavonoides
  • Polifenóis
  • Teobromina
  • Feniletilamina
  • Cafeína

O que são os flavonoides e polifenóis?

Os flavonoides e polifenóis são antioxidantes que combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento celular. Enquanto isso, as substâncias teobromina, feniletilamina e cafeína despertam a sensação de prazer e bem-estar.

Mas fique atento!

O consumo ideal de chocolate é de 50 gramas (dois bombons) diariamente. Além disso, vale destacar que, quanto mais cacau, maior a sua concentração de antioxidantes e estimulantes.

Priorize o chocolate amargo

Portanto, recomenda-se o consumo de chocolate amargo, que possui de 60% a 100% de cacau em sua composição. Chocolates meio amargo (40% a 60% de cacau) e ao leite não devem ser a primeira opção, já que, por serem compostos de açúcar, leite, manteiga de cacau e gordura saturada, não oferecem benefícios à saúde.

Ficou com alguma dúvida ou deseja marcar uma consulta? Entre em contato através dos nossos telefones: (21) 3547-5563 ou (21) 98020-8081 (WhatsApp).

Além disso, para acessar mais conteúdos informativos, acompanhe o nosso Instagram. Ou, se preferir, realize agendamentos pelo nosso site aqui.

Gostou? Compartilhe com os amigos!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Agende aqui sua consulta

ou exame!

Este formulário é um pré-agendamento e em breve nossa equipe entrará em contato com você!

Prefere agendar por Whatsapp?
Agendar Consulta
Agendar Exame

Dra. Bruna Puente

Gastroenterologia & Endoscopia

CRM 52.0102944-4

Médica graduada pela Faculdade de Medicina Souza Marques, possui residência médica em Clínica Médica pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e residência em Gastroenterologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Atua no diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças do aparelho gastrointestinal (refluxo, gastrites, úlceras, doenças inflamatórias intestinais, síndrome do intestino irritável) e doenças do fígado (esteatose, hepatites, cirrose hepática) entre outras. 

Na Gastrolife atende consultas em Gastroenterologia e Hepatopatologia. Além disso realiza endoscopia digestiva.

Apaixonada pelo hepatologia,  integra também a equipe de transplante hepático em Hospitais privados

Gostou? Vem conhecer!☺